Avatar

Iago Orben

@iago_orben

|Assessor de investimentos - BTG Pactual |Sempre temos algo para aprender...e isso é fantástico!!

Membro desde 2018
7 Seguindo
2 Seguidores

Respostas

Classificação
  • @iago_orben em 10/08/2021

    Tudo bem Markinvest? Faz parte da jornada normal de uma empresa, o IPO costuma ser a consagração do empreendedor, e para empresa permite que ela de um salto no crescimento, tanto pela profissionalização da gestão, quanto pelo caixa que entra na empresa – caso oferta primaria – permitindo a expansão do negócio. Claro que nem sempre essa transição é bem sucedida.

     

    Espero ter ajudado. Sucesso nos investimentos!

  • @iago_orben em 10/08/2021

    Oi Fernando. Procure o histórico dos gestores. Coloque o nome deles no Google e veja as notícias relacionadas a eles, e procure o histórico profissional de cada um no Linkedln. Também analise as decisões tomadas por essa gestão, isso já vai te ajudar.

     

    Espero ter ajudado. Sucesso nos investimentos!

  • @iago_orben em 03/08/2021

    Olá Gabriela. Você encontrará essa informação verificando as notas explicativas na ITR, e DFP – você encontrará esses documentos no site de RI – de cada empresa. 

     

    Espero ter ajudado. Sucesso nos investimentos!

  • @iago_orben em 29/07/2021

    Olá Ifaquino. Não é interessante manter uma concentração muito grande em um único ativo. Como você está recebendo essas ações no exterior, seria prudente utilizar a maior parte desse valor para diversificar em ativos lá fora. O valor que você pretende trazer para sua carteira no Brasil você deve realocar conforme os percentuais definidos no momento da montagem da carteira. Você deve conversar com seu assessor, ou com a pessoa que te ajuda a tomar as decisões de investimento para definir como será feita essa realocação – caso você tome essas decisões por conta própria, você deve separar uma parte do seu tempo para analisar bem como irá realizar essa realocação.

     

    Espero ter ajudado.  Sucesso nos investimentos!

  • @iago_orben em 12/07/2021

    Olá Cassio. Para a distribuição de dividendos a empresa irá olhar para o lucro líquido que ela obteve no período, e irá distribuir de acordo com seu estatuto social, o preço da empresa no mercado não tem relevância para essa decisão.

     

    Espero ter ajudado. Sucesso nos investimentos!

  • @iago_orben em 12/07/2021

    Oi Mirnaledo, como você teve prejuízo na operação não precisa gerar DARF, apenas salve esse valor para compensar com lucros futuros, e informar na declaração anual de IR.

     

    Espero ter ajudado. Sucesso nos investimentos!

  • @iago_orben em 07/07/2021

    Boa noite Henry.  Depende de qual estratégia você está utilizando. Caso você queira carregar para o longo prazo e não vê uma deterioração nos fundamentos talvez não seja vantajoso vender, já se você está com a empresa apenas por questões especulativas pode estar avaliando a saída do trade.

     

    Espero ter ajudado. Sucesso nos investimentos!

  • @iago_orben em 02/07/2021

    Olá Guih. Não é interessante fazer isso, o seu preço para entrada no papel, e o preço teto são mais importantes que seu preço médio. O preço médio é apenas utilizado para cálculo de rentabilidade e IR devido, ele não faz parte da estratégia. Nessas situações foque em ativos que se encontram abaixo do preço teto.

     

    Espero ter ajudado. Sucesso nos investimentos!

  • @iago_orben em 01/07/2021

    Oi Giovanna, identificar uma crise com precisão é praticamente impossível, porém você pode acompanhar os sinais da economia e verificar as probabilidades de cada cenário para os próximos anos, e se posicionar de acordo com sua análise. Caso sua análise diga a você que há maior probabilidade de termos uma recessão nos próximos anos, você pode reduzir um pouco suas posições e aumentar seu caixa, porém sempre fique exposta a variável contraria a sua análise, pois, como mencionei antes prever o futuro é impossível. 

     

    Espero ter ajudado. Sucesso nos investimentos!

  • @iago_orben em 25/06/2021

    Oi Ciro, a recomendação é dar prioridade as primeiras do ranking, pois, representam as melhores oportunidades no momento de acordo com o analista, claro sempre respeitando o percentual de alocação recomendado. Após atingir o percentual de alocação sugerido da carteira para a 1ª do ranking, você passa para a segunda 2ª, depois 3ª, e assim suscetivelmente.

     

    Quanto a divisão entre as carteiras, você deve separar um percentual do seu patrimônio para cada uma, exemplo: 20% para carteira dividendos, 25% carteira valor…

     

    Espero ter ajudado. Sucesso nos investimentos. 

  • @iago_orben em 25/06/2021

    Só um complemento a resposta acima. O modelo de fluxo de caixa descontado não se aplica bem a empresas financeiras – bancos, seguradoras, holding…- para essas empresas utilizo o modelo de Gordon, utilizando o WACC como taxa de desconto.

  • @iago_orben em 24/06/2021

    Tudo bem Thiago? Eu utilizo o P/L para uma análise comparativa com outras empresas, e para valuation específico da empresa utilizo o modelo de fluxo de caixa descontado. 

     

    Espero ter ajudado. Sucesso nos investimentos!

  • @iago_orben em 23/06/2021

    Olá Cilleni. Não precisa se preocupar, você não será intimada nem irão confiscar suas cotas, a responsabilidade de validar se você é, ou não um investidor qualificado é da empresa pela qual você adquiriu as cotas, e do AAI que te atende – caso você possua um.

     

    Espero ter ajudado. Sucesso nos investimentos!

  • @iago_orben em 25/06/2021

    Com certeza. Você deve somar o valor dos dividendos ao valor do ganho/perda de capital que você obteve com ação para saber sua rentabilidade total com a empresa, PORÉM para cálculo de IR o dividendo não entra na conta, pois, até o momento – e provável que por pouco tempo – eles são isentos de IR.

     

    Já a corretagem – assim como os emolumentos da bolsa – você tem duas opções para calculá-la – e sugiro que faça, pois, reduz o IR devido. A primeira é somando o valor da corretagem e emolumentos ao PM, dividindo o valor total desses custos pelo total de ações compradas, e o resultado somando ao valor pago por ação, exemplo: Você compra 100 SUNO3 a R$ 10,00 cada ação e paga R$ 10,00 de corretagem e emolumentos, você dividirá 10/100 (corretagem / total de ações compradas), que será igual a R$ 0,10 e somará ao valor pago por ação, então seu preço médio será R$ 10,10. A segunda maneira – e mais cômoda para mim – é diminuir o valor da corretagem e emolumentos dos ganhos, exemplo: você vende as ações da SUNO3 a R$ 15,00 e novamente pagou R$ 10,00 de corretagem e emolumentos, logo você teve um ganho de capital de R$ 50,00, porém ao diminuir o valor dos custos dessa operação que são de R$ 20,00 – R$ 10,00 da operação de compra, e R$ 10,00 da operação de venda – sua base para o cálculo de IR será de R$ 30,00. 

  • @iago_orben em 25/06/2021

    Eu aprendi com o livro Valuation do Damodaran, e através de artigos na internet. No YouTube você até vai achar alguma coisa, mas de forma muito simplista. Recomendo muito a leitura do livro, pois, ele explica bem os vários “se’s” que existem no valuation de uma empresa, e que assim como a análise técnica tenta prever o preço futuro de uma ação com base nos preço passados, o valuation é uma tentativa de tentar prever o fluxo de caixa futuro com base nos fluxos passados. Embora o valuation utilize dados que realmente afetam a empresa – FC ao invés do preço da ação – ainda se trata de uma tentativa de prever o futuro, e deve servir como guia, e não como a verdade absoluta e incontestável.