Investimentos

@pedrogade em 20/03/2018

Qual é a melhor maneira de se calcular o fluxo de caixa livre de uma empresa através de seus demonstrativos financeiros?

Gostaria de pedir sua ajuda para esclarecer uma dúvida que tenho a respeito de como encontrar o fluxo de caixa livre através dos demonstrativos das empresas.
    Seth Klarman e Hangstrom, em seus livros “Margin of Safety” e “O jeito Warren Buffett de Investir” respectivamente, definiram o fluxo de caixa livre como sendo o lucro líquido mais depreciação e amortização menos despesas de capital. Já Mizrahi, em seu livro “Getting Started in Value Investing”, definiu o FCL como o fluxo de caixa líquido gerado pelas atividades operacionais menos despesas de capital.
   Aparentemente, esses autores consideraram despesas de capital como sendo a aquisição (-) ou alienação (+) de imobilizado de uso, que figura na Demonstração do Fluxo de Caixa, na parte referente a investimentos.
   Entretanto, achei incorreto não considerarem as despesas com aquisição de intangíveis, já que estão somando amortização ao lucro líquido. Além disso, Klarman comenta sobre a amortização de ágio em participações societárias (“amortization of goodwill”), que também deveria ser somada aos lucros líquidos.
    Existem muitas explicações ruins na internet sobre esse assunto, e cada uma apresenta uma metodologia diferente e confusa sobre como encontrar o fluxo de caixa livre. Como eu não tenho acesso a bibliografias mais conceituadas, queria pedir sua ajuda para me explicar a maneira como você calcula essa variável, e assim melhorar a qualidade dos meus investimentos.
   Agradeço pela sua disposição!

   Abraços,